AGRONEGÓCIO: EMPRESA DE CONSÓRCIO TEVE AUMENTO DE 30% NA BUSCAQ POR AMPLIAÇÃO NOS NEGÓCIOS E EM NOVAS TECNOLOGIAS

Busca por consórcios no CotaFácil é para investimentos em plantação e na compra de máquinas e equipamentos para agricultura

A busca por investimentos em maquinário e novas tecnologias tem sido cada vez mais rentável para quem investe no agronegócio. No primeiro semestre de 2023, em comparação com igual período do ano anterior, houve crescimento de 7,0% no setor, que somou US$ 43,14 bilhões, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC). O crescimento foi de US$ 19,63 milhões (5,3%) em junho. O aumento também foi percebido no CotaFácil, rede de franquias de soluções financeiras, que registrou uma alta de 30% na busca por consórcios para investimentos em agro.

“Aqui nós temos linha de crédito que vai do pequeno ao grande produtor que buscam investir na parte de plantação ou na compra de máquinas e equipamentos para agricultura. Conseguimos trabalhar o crédito para o agro no Brasil inteiro, mas a procura maior está no Centro-Oeste. Temos expectativa de chegar a uma alta de 50% até o final do ano, principalmente na compra de maquinário”, diz Ismael Dias, CEO da CotaFácil .

Com o setor de agronegócio aquecido, a procura por consórcios para investir na área também tem crescido, é o que mostra uma pesquisa da Associação Brasileira das Administradoras de Consórcio (ABAC). No primeiro trimestre deste ano, houve um aumento de 32,7% em consórcios de veículos pesados, que reúnem caminhões, tratores, implementos rodoviários e agrícolas.

Segundo a análise da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do MDIC, o nível das exportações brasileiras continua elevado e apresenta o segundo maior valor para o mês de junho, atrás somente de junho do ano passado. Com isso, a balança comercial de junho teve saldo positivo recorde de US$ 10,592 bilhões no país.

Por: Assessoria

admin

admin

Deixe uma resposta