BNDES E FUNDO DA ONU APOIAM COM R$ 150 MILHÕES 38 MIL FAMÍLIAS DO SEMIÁRIDO SERGIPANO

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) das Nações Unidas (ONU) irão destinar R$ 150 milhões para projetos que tenham como foco a resiliência climática em áreas de semiárido sergipano, no âmbito da iniciativa Sertão Vivo. Deste montante, R$ 126 milhões são recursos reembolsáveis (financiamento) e R$ 24 milhões não reembolsáveis (doações).

 

Brasília, 24/10/2023 A diretora Socioambiental do BNDES, Tereza Campello, participa do lançamento do Projeto Sertão Vivo, Semeando Resiliência Climática em Comunidades Rurais no Nordeste. Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom

 

A iniciativa irá beneficiar 38 mil famílias (cerca de 150 mil pessoas) em situação de vulnerabilidade social no estado. A parte dos recursos a ser financiada, que será contratada pelos governos estaduais, não ocasiona ônus financeiro aos beneficiados, que irão receber o apoio integralmente na forma não reembolsável.

 

 

O anúncio foi feito nesta terça-feira, 24, em cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília, da qual participaram o Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, o vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, e o ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira. Também estiveram presentes o vice-governador de Sergipe, Zezinho Sobral, os integrantes do Consórcio Nordeste, o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, o diretor do FIDA no Brasil, Claus Reiner, e a diretora Socioambiental do Banco, Tereza Campello.

 

 

Por: Assessoria BNDES

Redação EmSergipe

Redação EmSergipe

Deixe uma resposta