BOLSONARO CHAMA LULA DE “JULMENTO” E DIZ QUE VOLTAR À PRESIDÊNCIA É MISSÃO

“Triste um país que pune um político não pelos seus erros ou defeitos, mas por suas virtudes. Vontade de ser presidente novamente? Eu queria ir para a praia”, disse Bolsonaro

Durante o evento de filiação do vereador de São Paulo Fernando Holiday ao Partido Liberal (PL), nesta terça-feira (25/7), o ex-presidente Jair Bolsonaro criticou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o chamou de “jumento”: “A quem interessa, leva-se em conta alguns países europeus, países do norte (…) interessa eu ou um entreguista na Presidência da República? Um analfabeto? Um jumento, por que não dizer assim”, disse o político.

 

 

O ex-presidente também afirmou que voltar à Presidência da República é uma “missão”: “Triste um país que pune um político não pelos seus erros ou defeitos, mas por suas virtudes. Vontade de ser presidente novamente? Eu queria ir para a praia, mas entendo que é uma missão.”

 

 

Bolsonaro está inelegível até 2030, por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), devido a abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação em um encontro com embaixadores no Palácio da Alvorada, em julho do ano passado. Por 5 votos a 2, os magistrados da Corte Eleitoral entenderam que houve desvio de finalidade na referida reunião, em que Bolsonaro atacou o sistema eleitoral democrático brasileiro. Entretanto, mesmo inelegível e fora do governo há quase sete meses, Bolsonaro continua fazendo acenos eleitorais.

 

 

No evento da filiação de Holiday, o ex-presidente ainda criticou o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, pelo texto da reforma tributária — aprovada no Câmara dos Deputados no último mês. O político se opôs às alterações no sistema tributário. No entanto, mesmo com a orientação de votar contra, 20 deputados do PL votaram a favor da proposta.

 

 

* Com informações da Agência Estado 

Foto: Allan Santos /PR
Fonte: Correio Brasiliense

admin

admin

Deixe uma resposta