COPE INTERCEPTA NA SE-100 DOIS INVESTIGADOS POR ROUBOS A BANCO QUE VOLTAVAM DE ALAGOAS

Eles entraram em confronto com as equipes policiais

Policiais civis do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), com o apoio da Divisão de Inteligência (Dipol), localizaram um homem de 42 anos foragido da Justiça e um outro suspeito, ex-presidiário de 20 anos. Eles estavam sendo investigados por diversos roubos a banco. O homem de 42 anos estava foragido desde uma saída temporária do Dia dos Pais, em 8 de agosto. Após fugir, ele passou a praticar roubos em Alagoas. Ambos entraram em confronto com as equipes policiais e morreram. A ação policial ocorreu nessa quarta-feira, 19.

Dentre os vários roubos cometidos, o investigado foi filmado por câmeras de vigilância de um material de construção no município de União dos Palmares (AL). Assalto ocorrido, no dia seguinte, a sua saída do sistema prisional sergipano.

Câmeras de vigilância captaram imagens do investigado em outro roubo ocorrido no município de Arapiraca (AL), no fim do mês de setembro. O roubo foi cometido em uma residência na qual os moradores foram feitos como reféns.

Ante as condutas criminosas, as policiais civis de Alagoas e de Sergipe passaram a trocar informações a fim de capturar o investigado. Com o auxílio da Dipol, policiais do Cope obtiveram a informação de que ele estava retornando de Alagoas.

O investigado foi localizado trafegando pela Rodovia SE-100, no município de Pirambu. Ao perceberem a aproximação policial, os ocupantes do veículo resistiram à ordem de parada. Houve confronto, eles foram atingidos, socorridos, mas não resistiram e morreram.

Histórico criminoso

O investigado de 42 anos já havia sido condenado por furto qualificado; porte ilegal de arma; receptação; roubo qualificado; formação de quadrilha e uso de documento falso. No mês de março de 2021, ele, mesmo preso, articulou e ofertou suporte logístico para a explosão da agência do Banco do Brasil do no município de Pacatuba.

Na época, o Cope deflagrou diversas operações e todos os envolvidos no crime foram responsabilizados. Também naquele momento, foi cumprido um mandado de prisão em contra o investigado no sistema prisional.

As investigações ocorridas em 2021, também possibilitaram que as forças de segurança de Sergipe e de Alagoas frustrassem uma explosão de uma agência bancária no município alagoano de Igreja Nova. Nesta ocasião, sete integrantes do grupo criminoso do investigado morreram em confronto com a polícia.

Fonte: SSP/SE

Redação EmSergipe

Redação EmSergipe

Deixe uma resposta