E agora, Tesla? BYD encerra 2023 com recorde de vendas 

Encerrando com chave de ouro seu melhor ano, a BYD divulgou que concluiu o quarto e último trimestre do ano com um recorde de vendas de veículos elétricos e híbridos: 526.409 EVs de outubro a dezembro (340.178 apenas em dezembro). O número pressiona a Tesla, que sentiu o poder de concorrência da fabricante chinesa durante todo ano de 2023, afetando, inclusive, seu posto de líder mundial. 

O que você precisa saber: 

  • No total, a BYD vendeu 3,01 milhões de unidades em 2023, alcançando sua meta; 
  • De acordo com a Bloomberg, para bater a forte rival, a Tesla também precisará de um recorde de vendas; 
  • A montadora de Elon Musk deve anunciar seu balanço na terça-feira (2); 
  • A BYD já é a marca de automóveis mais vendida da China — a empresa ganhou destaque ao usar as mesmas estratégias da Tesla: preços acessíveis; 
  • O recorde de dezembro, por exemplo, foi impulsionado pelos descontos agressivos que a fabricante aplicou; 
  • A empresa sediada em Shenzhen entrou em 2023 para o top 10 do ranking de vendas globais de automóveis pela primeira vez. 

Leia mais! 

Embora a BYD já tenha tirado o trono da Tesla como líder em vendas globais em um mês ou outro de 2023, já um marco simbólico para o mercado, a empresa ainda não ultrapassou a empresa americana em vendas trimestrais. Assim, se os números divulgados pela Tesla forem menores, essa será a primeira vez que a chinesa liderará o mercado trimestral global.  

De acordo com dados da EV-Volumes, a ascensão da China já pode ser vista em números há algum tempo. O país tem mostrado uma transição bem acelerada e já é líder na exportação de elétricos. Ao lado da Tesla, por exemplo, a BYD se consolidou em 2023 como a montadora que mais vende e cresce no segmento. 

Segundo previsão da Bloomberg, o recente lançamento do Cybertruck da Tesla pode ser a salvação da companhia, dando um impulso tardio à meta de vendas de 1,8 milhão. A fabricante também ajustou os preços nos EUA e China, estratégia que vem usando desde 2022 — o que desencadeou a chamada guerra dos preços. 

Importante mencionar que não é apenas empresas americanas que vem sentindo o impacto da ascensão da BYD, montadoras japonesas também estão tentando driblar a chinesa. Recentemente, por exemplo, em um esforço para aproximar o Japão da China e EUA no que diz respeito ao mercado de veículos elétricos, a Toyota, Honda, Nissan, Mazda e Subaru fecharam um acordo para desenvolver um novo software avançado dedicado aos EVs. Saiba detalhes aqui

Vale pontuar, no entanto, que apesar do protagonismo da BYD e disputa acirrada com a Tesla e outras fabricantes, no geral, a taxa de crescimento do mercado de elétricos está desacelerando, segundo análises. 

O post E agora, Tesla? BYD encerra 2023 com recorde de vendas  apareceu primeiro em Olhar Digital.

admin

admin

Deixe uma resposta