EMPREENDEDORA BAIANA É APROVADA NO PROLÍDER, UM DOS PRINCIPAIS PROGRAMAS DE FORMAÇÃO DE JOVENS

Saville Alves, empreendedora baiana e fundadora da SOLOS, startup nordestina de impacto socioambiental, foi uma das selecionadas para participar do ProLíder, um dos principais programas de formação de jovens lideranças do Brasil. A iniciativa é do Instituto Four, que tem como apoiadores grandes empresários do país, como Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Antônio Brennand. O grande objetivo do programa é formar uma comunidade de lideranças transformadoras para atuarem na gestão pública e em empreendimentos de impacto.

A sétima edição do ProLíder contou com 15 mil inscritos, que se tornaram apenas 83 aprovados. “Essa é mais uma oportunidade em que quero valorizar a liderança feminina e mostrar a atratividade dos empreendedores do Nordeste. Além dos aprendizados, quero me unir a uma rede de gente boa e com intencionalidade de atuar para transformar os principais desafios do país”, comenta a empreendedora.

Durante os seis meses de programa, Saville participará de formações online e presenciais, em São Paulo, para aprofundamento em temas como Economia, Sociedade e Sustentabilidade. Os formadores serão compostos por professores do Instituto de Ensino e Pesquisa (INSPER) e convidados do programa. Dividido em quatro etapas, os aprovados participam de discussões e atividades de integração pensados para que, no final, o participante crie projetos políticos ou negócios que busquem ajudar a resolver os problemas que foram mapeados nas etapas anteriores.

Sobre a SOLOS

A SOLOS é uma startup nordestina de impacto socioambiental voltada para superar os desafios da economia circular. A empresa atua junto aos setores público e privado no desenvolvimento de projetos que otimizam o processo de reciclagem, inserindo-o na vida das pessoas. Por meio de sistemas inteligentes, a companhia promove o descarte correto de embalagens pós-consumo,  melhorando a vida de todos: dos catadores às tartarugas marinhas. Em cinco anos,  a empresa já realizou parcerias com marcas como Ambev, Braskem, Ifood, Nubank e Coca-Cola e coletou mais de 800 toneladas de resíduos, gerando R$2 milhões em renda para os catadores.

O trabalho é fruto de muitas experiências, entre elas a participação em acelerações como Triggers (2017), Senai | Cidades Sustentáveis (2018; 2019), Quintessa (2020; 2021) e BNDES Garagem (2021; 2022). Oportunidades que enriqueceram a startup enquanto modelo de negócio, e influenciaram na forma como transformou o desenvolvimento de soluções para o descarte correto de resíduos. No mercado de impacto, a SOLOS já recebeu o Prêmio Impacta Nordeste e lugar como Membro da Associação Brasileira de Empresas de Logística Reversa (ABELORE; 2023).

 

 

Por: Assessoria

admin

admin

Deixe uma resposta