ENERGIA SOLAR: CONFIRA TRÊS MOTIVOS PARA INVESTIR EM ENERGIA RENOVÁVEL

Investimento bilionário, mercado livre de energia e agenda sustentável são atrativos e impulsionam novos negócios

Com expectativa bilionária de investimento, o setor fotovoltaico, responsável pela captação e distribuição de energia solar por meio de usinas de grande a pequeno porte, deve ultrapassar os R$ 38,9 bilhões em 2024, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). Além do forte potencial para novos negócios, a associação ainda prevê a geração de mais de 281,6 mil novos postos de trabalho no próximo ano.

Para Rodrigo Bourscheidt, fundador e CEO da Energy+, rede de tecnologia em energias renováveis que oferece soluções voltadas para a geração de energia distribuída, o país vive um período de transição energética com modelo eficiente e muito limpo e revela três motivos para investir em um negócio voltado a geração de energia renovável, confira:

  • Geradoras cada vez mais próximas do consumo

Atualmente, o Brasil tem 91% de sua matriz energética renovável e é a maior do mundo nesse quesito. “Apesar da geração hídrica ser econômica na fase de geração e manutenção, tem um custo elevado na transmissão até onde é consumida, mas em um futuro próximo a expectativa é reduzir esse custo de distribuição para consumo por meio das usinas com painéis fotovoltaicos. O que não tende a diminuir é a participação da energia solar na matriz energética brasileira”, compartilha Bourscheidt.

  • Relevância do mercado livre de energia

Com abertura prevista para janeiro de 2024 para consumidores de alta tensão, o mercado livre de energia promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deve ganhar muito mais relevância. “Com a negociação direta entre os consumidores e as geradoras de energia solar, as empresas terão a possibilidade de reduzir em até 30% os custos com energia, além de diminuir os gastos com transmissão e manutenção com o fim da exigência de intermediários”, explica o especialista.

  • Sustentabilidade e admiração perante o mercado

Para as empresas que buscam cumprir critérios de ESG, sigla em inglês para os pilares Ambiental, Social e Governança, a adoção de fontes renováveis se faz inevitável. “Na próxima década, a energia solar deve responder por 30% da matriz energética de todo o Brasil, e o segmento tem sido favorecido pelo barateamento e aumento da vida útil dos equipamentos, já que os painéis recicláveis podem durar em média 35 anos, conforme a garantia dos fabricantes. Além da durabilidade e ganhos econômicos imediatos, levar sustentabilidade para o negócio auxilia na  imagem junto aos consumidores, amplia oportunidade para exportações e atrai até mesmo os fundos de investimento”, finaliza.

Sobre a Energy+

Fundada em 2019, em Toledo no Paraná (PR), a Energy+ é uma rede de tecnologia em energias renováveis que oferece soluções voltadas para a geração de energia distribuída. Figurando entre as 50 maiores empresas do segmento no Brasil, a Energy+ atua desde o desenvolvimento e a construção, até o financiamento e operações da cadeia de energia solar. Iniciando no franchising, a rede prevê inaugurar em 2024, 36 unidades em todo o território nacional. Saiba mais aqui.

Por: Assessoria de imprensa

Redação EmSergipe

Redação EmSergipe

Deixe uma resposta