GEORGEO ALERTA SOBRE O PROBLEMA DA MORTALIDADE INFANTIL EM SERGIPE

O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) está preocupado com o problema da mortalidade infantil. O parlamentar falou sobre a questão durante o pequeno expediente da sessão plenária desta quarta-feira, dia 25, citando um alerta feito pelo Sindicato dos Médicos do Estado de Sergipe (Sindimed).

Na última terça-feira, 24, o Sindicato, juntamente com a Sociedade Sergipana de Pediatria (Sosepe) e o Comitê Estadual de Prevenção da Mortalidade Materna, Infantil e Fetal, realizaram uma coletiva de imprensa. Na ocasião, foi informado que Sergipe pode figurar como o primeiro Estado do País em casos de mortalidade infantil.

Os números preocupantes podem ser confirmados com o próximo Censo. Os dados preliminares apontam que a taxa de mortalidade infantil em Sergipe pode chegar a 19,5%, o que coloca o Estado como o maior do Brasil. Segundo o Sindimed, este ano, até o momento, já foram registrados 1.024 óbitos de crianças.

Para Georgeo, a taxa de mortalidade é tão grande que só pode ser comparada com o pior dos cenários: o de uma guerra. “Se formos analisar os números, podemos equiparar a quantidade de crianças que estão perdendo sua vida no conflito entre Israel e Palestina. Como pode haver tantas mortes assim por aqui? Qual a explicação?”, cobrou.

Para o deputado, é preciso o empenho do Poder Público, com a adoção de medidas que busquem reduzir os casos de mortalidade. Além disso, ele cobrou da Assembleia uma atuação para identificar o que vem ocorrendo. “A Comissão de Saúde, na minha avaliação, tem o dever de convocar as autoridades e buscar informações”, garantiu.

“O Estado precisa pensar em políticas públicas para sanar esse problema. Nossas crianças estão morrendo em um número alarmante, e temos que entender por que isso está acontecendo. Não podemos permitir que Sergipe lidere esse vergonhoso ranking que vitima os nossos recém-nascidos”, completou o parlamentar.

FOTO: Joel Luiz / Alese
Por: Assessoria do Parlamentar

Redação EmSergipe

Redação EmSergipe

Deixe uma resposta