GEORGEO COBRA TRAMITAÇÃO DE PL CONTRA VIOLÊNCIA EM EVENTOS ESPORTIVOS

Na noite da última segunda-feira, 13, aconteceu no Estádio Batistão, em Aracaju, o jogo entre Confiança e Náutico, válido pela Série C do Campeonato Brasileiro. A partida foi marcada por cenas de violência: antes da bola rolar, torcedores das duas equipes se enfrentaram em uma briga generalizada nas arquibancadas. A polícia precisou intervir.

Cenas como essas poderiam ser prevenidas se houvesse uma legislação para punir os brigões. É o que defende o deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania), que este ano protocolou na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei nº 140/2023, que visa punir aqueles que cometem atos de violência nos eventos esportivos em Sergipe.

O deputado cobrou a tramitação da proposta. A intenção é instituir sanções para os indivíduos que se envolvam em brigas generalizadas, dentro ou fora de estádios, ginásios ou outros locais usados para práticas esportivas. Segundo Georgeo, essa é uma forma de criar medidas preventivas e evitar que cenas como as da última segunda se repitam.

“Ficamos assustados com o que aconteceu no jogo entre Confiança e Náutico. Pessoas, que deveriam estar ali para apoiar o seu time, aproveitam a oportunidade para cometer atos de violência. É hora de o poder público intervir e criar mecanismos de punição para aqueles que usam o esporte para cometer infrações”, explicou o deputado.

A proposta precisa passar pelas comissões da Casa e depois será votada em Plenário. Caso seja aprovada, multas serão impostas aos infratores, além da possibilidade de proibição de presença em estádios, ginásios ou qualquer outro local onde ocorra um evento esportivo. Vale lembrar que a punição prevista neste projeto não isenta o infrator de possíveis obrigações e sanções no âmbito civil ou criminal

“Infelizmente, essa é uma medida necessária. Esperamos que nosso projeto traga uma conscientização, pois a violência tem afastado as famílias e causado prejuízos aos clubes e a toda uma cadeia produtiva,  brigando com adversários”, completou o deputado.

 

Por: Assessoria do Parlamentar

admin

admin

Deixe uma resposta