“JUSTIÇA ESTÁ ENSINANDO EDVALDO A SER GESTOR”, DIZ EMÍLIA

Citando várias decisões judiciais contra a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), como a mais recente, que, atendendo a uma solicitação do Ministério Público Estadual (MP/SE), determina a realização da licitação para o transporte público no prazo de 180 dias, a vereadora Emília Corrêa (Patriota) foi taxativa ao usar a Tribuna na Câmara de Vereadores e afirmar que algumas coisas, aparentemente, serão feitas não por vontade e responsabilidade da gestão, mas por conta da Justiça.

 

 

“Gestão sem respeito e compromisso nenhum com a população. A questão da Mobilidade Urbana, retomada do Plano Diretor, Licitação do Transporte Público — este, aliás, gastaram milhões em apenas um curso para aprofundar a temática — porque, segundo Edvaldo, era necessário que fosse feito. Com 14 anos no poder, não sabe fazer licitação? Ou não tem interesse? Vejo outras cidades até menores que Aracaju, onde as coisas fluem. Aqui, tudo sempre requer muito investimento primeiro para nada sair do papel”, declarou.

 

 

Segundo a oposicionista, se não fossem determinações judiciais, todas as promessas que ele fez durante a campanha permaneceriam em discursos. “O prefeito e toda sua equipe não respeitam ninguém. Nem o povo, nem a justiça. Essa questão da licitação está rolando na justiça há anos e ele só está empurrando com a barriga. Existem decisões de 2018 que precisaram da interferência mais uma vez do MP/SE para o cumprimento. Por isso, me preocupa terem estabelecido dias como prazo. Ele não está nem aí. Mas, da minha parte, estarei de olho, como sempre estou em tudo que envolve essa gestão, para que pelo menos isso seja efetivado.

 

 

Por: Assessoria

Redação EmSergipe

Redação EmSergipe

Deixe uma resposta