MAIS UM CASO: POLÍCIA CIVIL INDICIA ADVOGADA POR APROPRIAÇÃO INDÉBITA EM PROPRIÁ

Apropriação ocorreu no contexto da prática da profissão

A Delegacia Regional de Propriá indiciou uma advogada pela prática de apropriação indébita qualificada por recebimento de bem em razão de ofício ou profissão. A informação foi divulgada nesta segunda-feira, 2.

De acordo com o delegado Marcos Carvalho, a vítima compareceu à delegacia de Propriá e prestou boletim de ocorrência. A vítima narrou que uma advogada teria se apropriado de uma motocicleta sem ter ocorrido contrato de dação de pagamento.

As investigações evidenciaram que, a motocicleta ao ser retirada, deveria ser restituída pela advogada ao legítimo proprietário, o que não foi feito.

No decorrer da apuração policial, diversas pessoas foram ouvidas, documentos juntados e as alegações da vítima se comprovaram.

A Polícia Civil solicita que eventuais vítimas de práticas similares procurem a delegacia para registrar boletim de ocorrência. Informações e denúncias podem ser repassadas ao Disque-Denúncia (181).

 

Fonte: SSP/SE

Redação EmSergipe

Redação EmSergipe

Deixe uma resposta