MARCHA PARA POLÍTICO: EVENTO QUE ERA PARA CRISTO SE TORNOU PALCO POLÍTICO EM SP

O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, rejeitou o convite para participar da Marcha para Jesus realizada nesta quinta-feira (8), em São Paulo. Ainda que ausente, o líder petista foi mencionado durante o evento, provocando vaias entre o público evangélico presente.

Jorge Messias, ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), representou Lula durante o evento. A deputada petista e evangélica Benedita da Silva também marcou presença no palco.

Quando Messias anunciou que trazia uma mensagem do presidente, foi recebido com vaias. Ao iniciar seu discurso se dirigindo ao “povo de Deus”, explicou que a sua participação tinha uma “missão de paz”.

“Vim aqui para dizer a vocês, a pedido do presidente, que em Brasília existem homens e mulheres que vivem pelo Reino e que estamos lá não por mérito próprio, mas levantados por Deus para cumprir um propósito. Vim para dizer que nosso povo quer paz. Esse é o recado que o presidente me pediu para trazer a vocês”, afirmou Messias, interrompido por vaias. Ele continuou, mesmo sob vaias, “E que a paz de Cristo esteja com cada um de vocês”.

A cada menção ao presidente, o coro de vaias se intensificava. Nesse momento, o Apóstolo Hernandes interveio, pedindo a todos que orassem pelas autoridades constituídas da nação, após o qual, Messias encerrou o discurso.

Fonte:  Hora Brasília

admin

admin

Deixe uma resposta