Geral -agencia-cnn-

Caso das joias: PF colhe imagens nos EUA e inclui último investigado no inquérito

A equipe da Polícia Federal (PF) que viajou em 24 de abril aos Estados Unidos voltou neste fim de semana ao Brasil com os elementos para finalizar o inquérito das joias sauditas vendidas em lojas norte-americanas durante o governo Bolsonaro.

Por Em Sergipe

16/05/2024 às 03:14:33 - Atualizado há
Foto: Terra

A equipe da Polícia Federal (PF) que viajou em 24 de abril aos Estados Unidos voltou neste fim de semana ao Brasil com os elementos para finalizar o inquérito das joias sauditas vendidas em lojas norte-americanas durante o governo Bolsonaro.

O delegado responsável pelo inquérito e um agente visitaram quatro cidades estadunidenses. Entre outras provas, colheram imagens de câmeras de segurança das lojas onde, por exemplo, foram vendidos os relógios.

A PF buscou ainda elementos da "operação resgate", como foi chamada a organização feita para recomprar um relógio que havia sido vendido após determinação do Tribunal de Contas da União (TCU).

Documentos, como anotações, notas fiscais e fotos, também foram confiscados, com autorização das autoridades norte-americanas.

A PF e o FBI colheram depoimentos de testemunhas e envolvidos no caso. As duas instituições fizeram acordo de cooperação internacional.

Segundo apurou a CNN, a viagem também serviu para comprovar a participação de um suspeito que já estava no radar dos investigadores, mas que ainda necessitava de elementos.

Agora, dizem os delegados, não restam dúvidas de participação no caso. O nome, porém, ainda é mantido sob sigilo.

Em 26 de abril, o tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro (PL), prestou depoimento por videoconferência aos investigadores do FBI e da Polícia Federal brasileira. A oitiva, que é parte do acordo de delação premiada firmada, durou duas horas e vinte minutos.

Mauro Cid passou novos detalhes e ajudou a equipe da PF que estava nos Estados Unidos, com horários, endereços e dias da "operação resgate" das joias. Segundo fontes ouvidas pela reportagem, Cid colaborou em todos os aspectos.

Para a PF, as lacunas que ainda estavam em aberto deste inquérito foram totalmente fechadas e, dessa forma, o caso será encerrado com envio ao Supremo Tribunal Federal – ainda sem data definida.

Fonte: CNN Brasil
Comunicar erro

Comentários Comunicar erro

Em Sergipe

© 2024 2024 - EmSergipe - Todos os direitos reservados
WhatsApp: 79 99864-4575 - e-mail: [email protected]

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Em Sergipe
Garotas em Goiania