POR 10×1, MORAES PERDE VICE-PRESIDÊNCIA DO STF PARA FACHIN E É IRONIZADO POR COLEGA

Na eleição interna do Supremo Tribunal Federal o ministro Luís Roberto Barroso foi escolhido por seus colegas para liderar a Corte, assumindo o posto no dia 28 de setembro. Ele substituirá a atual chefe do tribunal, Rosa Weber, que irá se aposentar.

 

Conforme a praxe, os cargos são determinados por antiguidade, com mandatos de dois anos. Barroso, seguindo o costume de não votar em si mesmo, optou por Luiz Edson Fachin, o próximo na ordem de antiguidade. Fachin, por sua vez, conquistou dez votos para ser o próximo vice-presidente do Supremo, substituindo o próprio Barroso. Como também é tradição, Fachin votou em Alexandre de Moraes, o colega que entrou na Corte logo após ele.

 

Ao anunciar o resultado, Rosa Weber sorriu, e Moraes aproveitou para brincar ao microfone: “É que a votação não foi no TSE”, disse, provocando risos no plenário.

 

O decano da Corte, Gilmar Mendes, também se juntou à brincadeira, dirigindo-se ao colega derrotado no pleito, que também é o relator do inquérito contra os atos antidemocráticos, e disparou: “Vai colocar esse pessoal no inquérito”.

Fonte: Hora Brasília

admin

admin

Deixe uma resposta