REUNIÃO NA SSP REFORÇA PLANEJAMENTO DE SEGURANÇA COM RECONHECIMENTO FACIAL NO PRÉ-CAJU 2023

Últimos detalhes das ações de segurança pública foram debatidos no Gabinete de Gestão Operacional da SSP

Com o objetivo de verificar os últimos detalhes do planejamento operacional da Secretaria da Segurança Pública (SSP) da tradicional prévia carnavalesca de Sergipe, a reunião semanal do Gabinete de Gestão Operacional (GGO) da SSP foi especialmente voltado ao Pré-Caju. A reunião aconteceu na tarde dessa terça-feira, 31, na sede da SSP, e tratou de diversos assuntos relacionados à segurança pública da festa, como o reconhecimento facial.

Na reunião, além dos representantes do Corpo de Bombeiros e das polícias Militar e Civil, estiveram presentes o secretário de defesa social do município de Aracaju, coronel Silvio Prado, e o subinspetor da Guarda Municipal, Fernando Mendonça.

Durante a reunião, o secretário da segurança pública, João Eloy de Menezes, solicitou total empenho das forças de segurança pública para garantir a tranquilidade da festa e de sergipanos e turistas que estarão curtindo o Pré-Caju 2023, que acontece entre esta sexta-feira, 3, e o próximo domingo, 6.

Dentre os principais pontos destacados no GGO, esteve o reconhecimento facial, do qual o secretário pediu prioridade para tornar a festa ainda mais segura. “O reconhecimento facial já tem sido utilizado em outras festas no nosso estado e usamos também no Pré-Caju do ano passado. Não poderíamos deixar essa tecnologia de fora da prévia carnavalesca deste ano”, assegurou o secretário João Eloy.

João Eloy relembrou que, decorrente do reconhecimento facial, houve uma prisão de um foragido da Justiça que tinha mandado de prisão em decorrência de tráfico de drogas. “Pelo resultado positivo, vamos manter o reconhecimento facial em parceria com a SSP, Banco Nacional de Mandados, GMA e Sejuc para identificar pessoas que estão foragidas da Justiça e que não deveriam estar indo a festas como nosso Pré-Caju”, reforçou.

 

Planejamento

Para a segurança pública do Pré-Caju, a Polícia Militar adotou um planejamento operacional que contempla cerca de 3 mil militares, conforme explicou o comandante, coronel Alexsandro Ribeiro. “Nosso plano operacional já foi finalizado e está bem definido, sendo resultado das informações obtidas através das várias reuniões com os representantes dos órgãos de planejamento”, ressaltou.

“Nós temos uma logística preparada para atender às demandas de segurança pública. O objetivo é garantir tranquilidade a todos foliões e todos aqueles que venham curtir o Pré-Caju. Teremos policiamento ostensivo, no circuito e na praia”, detalhou o comandante da Polícia Militar, coronel Alexsandro Ribeiro.

Também para garantir que o Pré-Caju transcorra com segurança e tranquilidade, o Corpo de Bombeiros terá um efetivo de 175 bombeiros, assim como salientou o comandante, coronel Fábio Cardoso. O efetivo conta com equipes de busca e salvamento, de prevenção operacional e de atendimento pré-hospitalar.

“O Corpo de Bombeiros já vem trabalhando antes do evento, orientando a rede hoteleira, donos de bares. Então a gente já vem antes do evento trabalhando para poder ter essas estruturas de acordo com a norma, a fim de garantir a segurança para todos”, descreveu o comandante do Corpo de Bombeiros.

A atuação do Corpo de Bombeiros acontece tanto na avenida, como na faixa de areia, fazendo a prevenção. “O Corpo de Bombeiros vai estar aqui cuidando e protegendo, mas orientamos que as pessoas curtam dentro dos limites e não cometam excessos para não precisar do atendimento do Corpo de Bombeiros”, complementou o coronel Fábio Cardoso.

Ainda no planejamento de segurança pública para o Pré-Caju, a Polícia Civil estará atuando com a Delegacia de Turismo (Detur), conforme explicou a coordenadora operacional das delegacias da capital, Nalile Castro. “Teremos equipes compostas por delegados, agentes e escrivães para confeccionar qualquer eventual procedimento, boletins de ocorrência, autos de prisão e de apreensão”, revelou.

“Qualquer tipo de demanda decorrente de fatos cometidos contra grupos vulneráveis também pode ser registrado na Detur. Então se uma mulher precisar de protetiva, ela vai à delegacia e a ocorrência será processada e enviada do plantão mesmo para a Justiça”, complementou Nalile Castro.

Ainda no planejamento operacional, a segurança pública do evento contará com equipamentos de reconhecimento facial, conforme relembrou Nalile Castro. “Aprimoramos a parceria com a integração com a Guarda Municipal, a Sejuc e a Polícia Militar. Também teremos o Alerta Celular para auxiliar as polícias em eventuais ocorrências de roubo ou furto de celular”, reiterou.

Fonte: SSP/SE

Redação EmSergipe

Redação EmSergipe

Deixe uma resposta