SERGIPANO É FINALISTA DO PRÊMIO NACIONAL GASTRONOMIA PRETA

A celebração da culinária afro-brasileira reconhece a contribuição das pessoas negras para o ecossistema da gastronomia nacional.

O egresso do Senac Sergipe, Samuel Oliveira, está entre os três finalistas do Brasil, na categoria “Bartender”, do Prêmio Gastronomia Preta 2023. Nesta segunda edição, ampliada para todo o país, o Prêmio vai reconhecer profissionais de 26 categorias gastronômicas.

O ex-aluno foi recebido pelo presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac, Marcos Andrade, pelos diretores Regionais do Sesc, Aparecida Farias e do Senac, Marcos Sales, e pelo gerente do Restaurante Escola Senac Bistrô Cacique Chá, Alberto Correia, que foi o instrutor do curso de garçom, no qual Samuel foi aluno, por meio do Programa Senac de Gratuidade (PSG).

“No curso de garçom do Senac, temos várias disciplinas e uma delas é ‘drinks e coquetéis’, a qual de imediato houve identificação do Samuel. Graças à dedicação, hoje ele é reconhecido no mercado e foi coroado como um dos finalistas deste concurso. Estamos muito felizes por essa conquista”, relata Alberto Correia.

Samuel receberá o apoio do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac para participar da final, que acontecerá dia 26 de novembro, na cidade do Rio de Janeiro (RJ).

“Apoiar Samuel é garantir representatividade no mercado da gastronomia nacional. O nosso egresso desponta no cenário da coquetelaria, trabalho que desenvolve como uma verdadeira arte. No Sistema Fecomércio-Sesc-Senac, a inclusão é a principal palavra. Trabalhamos muito para que todos tenham as mesmas oportunidades. Samuel mostrará que nosso Estado tem os melhores profissionais”, declara o presidente Marcos Andrade.

“Muito orgulhoso de estar à frente do Senac neste momento em que um egresso ganha destaque nacional e brilha no Brasil afora. Isso reforça o nosso otimismo e perseverança em fortalecer o Senac como instituição de educação profissional, que transforma vidas e dá dignidade a quem passa por nossas salas de aula. Samuel nos honra com o seu trabalho e nos representa”, destaca Marcos Sales, Diretor Regional do Senac/SE.

“Estou imensamente feliz e grato pelo o apoio recebido para participar da final. Sei que é uma grande responsabilidade representar o Estado no Prêmio Gastronomia Preta”, enaltece Samuel Oliveira.

“PSG abriu portas para mim”

“O PSG – Programa de Gratuidade Senac é uma parte muito importante da minha vida”. É dessa forma que o Bartender, Samuel Oliveira, define sua passagem no Senac em Sergipe.

A história do egresso começa em 2019 com uma indicação de um parente que viu nas redes sociais do Senac a oferta de vagas para um curso gratuito.

“Ao acessar o link e analisar o conteúdo percebi que era um curso completo, e ainda mais, gratuito de verdade. Logo me inscrevi e consegui uma vaga”, lembra.

À época, Samuel estudava no ensino médio em uma escola pública à noite, e durante o dia buscava conhecimento com foco no mercado de trabalho.

“Esse não era um curso qualquer. Era uma oportunidade de mudar de vida por meio de uma formação que me permitiria, inclusive, encaminhamento para atuar na área, através do Banco de Oportunidades. Estudar no Senac abriu meus olhos e me permitiu descobrir no curso de garçom, a minha vocação”, ressalta.

E não demorou. Após concluir o curso, logo surgiu uma vaga na área pela qual Samuel se apaixonou e tanto se dedicou.

“Hoje vivo do meu trabalho. Atuo no restaurante do Museu da Gente Sergipana, com horário que me possibilita ainda trabalhar em eventos particulares. É uma agenda cheia de domingo a domingo”, pontua.

Especialista em preparo de drinks e coquetéis, Samuel inova em suas produções, sempre com um toque regional.

“Gosto de combinar sabores e ver o resultado. Alguns drinks que elaborei, usando frutas regionais, agradaram bastante quem experimentou. Já estou pensando qual drinks irei apresentar na final do concurso”, disse sem revelar o que vai apresentar para a banca de jurados.

Prêmio Nacional Gastronomia Preta

O Prêmio Gastronomia Preta, busca valorizar a culinária brasileira com foco em diversidade e inclusão, e nesta segunda edição terá 25 categorias que, além de chef, cozinheiro e garçom, também incluem merendeira, pesquisador e fotógrafo. Podem participar pessoas pretas, pardas e indígenas.

O tema escolhido para 2023 é “Mulheres Pretas” e nesta edição, o processo seletivo foi para o Brasil inteiro e novas categorias foram inseridas, a exemplo de barista, boulanger (panificação), coletivo de pretagonismo e empreendedor(a) social.

 Senac SE

admin

admin

Deixe uma resposta