YANDRA CRITICA REFINARIA QUE SE RECUSA A REDUZIR PREÇO DO COMBUSTÍVEL EM SERGIPE

A deputada federal Yandra Moura (União) apresentou o Requerimento nº 1.579/23, na Câmara dos Deputados, solicitando do Ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, informações sobre a refinaria Acelen, empresa que administra a Refinaria Landulpho Alves (RLAM), após ter anunciado que não seguirá a nova política de preços da Petrobras.

Com a decisão da Acelen, mesmo depois do anúncio feito pela Petrobrás sobre a redução dos preços da gasolina, diesel e GLP, o gás de cozinha, a medida não terá impacto nos valores dos produtos comercializados em Sergipe. “É um absurdo que a refinaria não aplique a redução dos preços que é uma política nacional. Nós sabemos que em todos os países, todas as refinarias e todas as estatais seguem os preços que são do governo local. Eles não podem de forma isolada decidirem praticar os preços diferentes das outras refinarias do país”, criticou a parlamentar.

Yandra Moura revelou que não aceita a decisão da empresa e diz que a população não pode ser penalizada. “Pedimos que a Petrobras tome as devidas providências e que constituam sanções às refinarias que não praticarem a nova política de preços da empresa. Porque quem não pode pagar com essa situação são os consumidores”.

A mudança anunciada pela Petrobrás vai reduzir o valor médio da gasolina em R$ 0,40 e o diesel A em R$ 0,44 por litro e o “gás de cozinha” terá corte de R$ 8,97 por botijão de 13 kg. O anúncio encerra a política de Preço de Paridade de importação (PPI), que levava em consideração basicamente as cotações do petróleo no mercado internacional. “Infelizmente, se nada for feito, essa redução não chegará até o nosso estado de Sergipe”, completou Yandra.

Assessoria de Comunicação
Yandra Moura – Deputada Federal
EmSergipe

EmSergipe

Deixe uma resposta